Entrevistados

Amaro Domingues -> Diretor Administrativo da Vila Olímpica da Maré

Andreza Delgado -> Militante, Estudante e moradora do Capão Redondo

Dálcio Marinho -> Geógrafo do Observatório de Favelas
||| Dalcio Marinho Gonçalves é graduado em Geografia, pós-graduado em Pesquisa de Mercado e Opinião Pública e mestre em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais. Atua na Maré desde 2001. Atualmente, é pesquisador do Observatório de Favelas e da Redes da Maré. |||

Dandara Gomes -> Idealizadora do Projeto Família Traficando Informação e moradora do Jardim Ângela

Dudu de Morro Agudo -> Coordenador do Enraizados e Rapper, morador de Morro Agudo

Eduardo Alves -> Diretor do Observatório de Favelas
||| Eduardo Alves de Carvalho, diretor do Observatório de Favelas. Cursou Ciências Econômicas na UFRRJ e Ciências Sociais na UFRJ. Foi chefe da Gabinete do Deputado Estadual Marcelo Freixo, entre 2007 e 2013. Até 2007 foi assessor da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal. Desde maio de 2013 é da Direção do Observatório de Favelas, coordenador da comunicação e responsável pela ESPOCC. De origem popular, vascaíno e portelense, Edu, como prefere ser chamado, é filho de motorista de ônibus e dona de casa. facebook.com/edualvesc1968 |||

Eduardo Freitas -> Engenheiro Cartógrafo na MundoGeo
||| Engenheiro Cartógrafo (UFPR), Técnico em Edificações (UTFPR), Mestrando em Ciência da Informação Geográfica (Universidade Nova de Lisboa). Editor do Portal e Revista MundoGEO, Coordenador de Eventos MundoGEO, Gerente de Social Media e Diretor do Instituto GEOeduc. Diretor Financeiro da Associação Brasileira de Engenheiros Cartógrafos – Regional Paraná (ABEC-PR), Tradutor/Revisor do Informativo para América Latina e Caribe da Associação para a Infraestrutura Global de Dados Espaciais (GSDI) e Tradutor oficial do Informativo para Iberoamérica do Consórcio Geoespacial Aberto (OGC)|||

Eliana Sousa -> Professora e Presidente da Redes de Desenvolvimento da Maré.
||| Possui graduação em Português – Literaturas pela UFRJ (1987), mestrado em Educação pela PUC Rio (1995) e doutorado em Serviço Social pela PUC Rio (2009). Em sua trajetória, destaca-se a atuação na UFRJ realizando iniciativas no campo da extensão universitária e a gestão da Associação Redes de Desenvolvimento da Maré, organização não governamental que busca desenvolver ações em diferentes eixos em prol do desenvolvimento territorial do maior complexo de favelas do Rio de Janeiro, a Maré. Além disso, já coordenou pesquisas no campo da Segurança Pública, tendo sido este o principal tema de sua tese de doutorado, que resultou na publicação de um livro chamado “Testemunhos da Maré” (Aeroplano, 2012). |||

Françoise Trapenard -> Consultora organizacional em Recursos Humanos e Sustentabilidade
||| Experiência adquirida como Presidente da Fundação Telefônica e executiva de Recursos Humanos. Nesta área, atuou na Telefônica, tanto no Brasil como na Espanha, e na Asea Brown Boveri – ABB. Formada em Administração de Empresas pela FEA-USP, com especialização em Gestão Internacional pela ESSEC (França). Possui ainda um Mestrado em Filosofia pela Université de Paris IV – Sorbonne. |||

Geisa Alexandre -> Estudante e moradora do Complexo da Penha

João Batista -> Ator e contador de histórias, morador da Maré

Júlio César -> possivelmente veterinário, morador do Santa Marta

Léo da XIII -> Militante, produtor musical, cultural e morador de Morro Agudo
||| Leonardo Barreto (Rio de Janeiro, 20 de Maio de 1987), mais conhecido pelo seu nome artístico Léo Da XIII é um rapper, Ativista e produtor musical brasileiro. É considerado um dos melhores flow carioca do hip hop do Brasil nos últimos anos. O nome Léo Da XIII é uma junção de dois nomes. Léo vem de Leonardo e Da XIII, vem da rua onde mora a 27 anos, rua Leão XIII. Esse batismo tomou conta das ruas. Leonardo Barreto (Rio de Janeiro, 20 de Maio de 1987), mais conhecido pelo seu nome artístico Léo Da XIII é um Rapper, Ativista Produtor Cultural e Produtor Musical de Hip Hop Brasileiro. |||

Luiz Carlos Dumontt -> Coordenador do Enraizados e morador de Morro Agudo
||| Luiz Carlos Dumontt é ator, administrador, produtor cultural, teatrólogo e empreendedor. Elabora, administra e coordena projetos culturais na Cidade de Nova Iguaçu desde a fundação institucional do Movimento Enraizados. Atualmente é colunista do Portal enraizados.com.br onde escreve sobre empreendedorismo cultural todas às Terças-Feiras. |||

Luis Henrique Nascimento – Coordenador da Escola Popular de Comunicação Crítica
||| Luis Henrique Nascimento: Foi coordenador da Escola Popular de Comunicação Crítica, do Observatório de Favelas. É consultor e planejador de comunicação e mobilização e criador da metaracomunicacao.com.br | luishenrique @ metaracomunicacao.com.br |||

Marcelo Godoy -> Organizador Prêmio de Aplicativos para celular no Brasil

Maria do Socorro -> Presidente da ASVI da Cidade de Deus

Michel Silva -> criador dos jornais Viva Rocinha e Fala Roça, jornalista comunitário e morador da Rocinha
||| Michel tem 20 anos e é “cria” da Rocinha. Filho de paraíba com mineiro. Bolsista na Agência de Redes para Juventude, é idealizador do jornal Fala Roça e do portal Viva Rocinha. Não vive sem computador. É blogueiro por diversão e adora fotografia, audiovisual e marketing. |||

Munique Ribeiro -> Técnica de enfermagem e moradora da Cidade de Deus

Natalia Ainsengart Santos -> Geógrafa e Diretora Executiva do Programa Rede Jovem
||| Natalia Santos é Geógrafa, especializada em gerência de projetos pela metodologia PMI e atua como Diretora Executiva do Programa Rede Jovem.  Empreendedora social há onze anos, é apaixonada por tecnologia, juventude e mobilização comunitária. Coordena a execução de projetos utilizando novas tecnologias, em especial a internet e o celular, para promover a participação social de jovens de baixa-renda no Brasil. |||

Nathália Rodrigues -> Estudante e moradora do Complexo do Alemão

Paloma Almeida -> estudante e moradora de Morro Agudo.

Patrícia Azevedo -> Antropóloga e Diretora Estratégica do Programa Rede Jovem
||| Diretora Estratégica do Programa Rede Jovem –  Antropóloga com formação em gerenciamento de projetos pela metodologia PMI. Responsável pelo desenvolvimento e gerência de projetos voltados para o uso da tecnologia virtual e móvel com fins sociais. |||

Paulinho Otaviano -> Guia local do Santa Marta

Pedro Figoli -> Ceo da GeoFusion
||| Formado em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), atua na área de Inteligência Geográfica de Mercado há mais de 18 anos, com foco no desenvolvimento de novas tecnologias e aplicações. |||

Rafaela Gonçalves -> Cabeleireira e moradora do Santa Marta Rogério Gonzaga – Coordenador do PraÇarau no Capão Redondo

Rodrigo Bodão|Nascimento -> poeta e pesquisador do Observatório de Favelas
||| Poeta. Lançou em 2013 o livro “22 devaneios de um poeta à deriva”, pela Mórula Editorial. É formado em Psicologia pela UFRJ e Mestre em Saúde Coletiva pelo IESC/UFRJ. Atualmente cursa o Doutorado em Psicologia na UFRJ e trabalha como pesquisador do Observatório de Favelas, onde atua desde 2006, sempre vinculado ao campo dos Direitos Humanos. |||

Rogério Gonzaga -> Coordenador do PraÇarau e morador do Capão Redondo
||| Rogério Gonzaga, fotógrafo, articulador cultural, co-fundador do Praçarau, são-paulino e morador do Capão Redondo. |||

Salete Martins -> Guia de turismo no Santa Marta

Samuca Azevedo -> Produtor do Enraizados

Silvana Cesário -> Coordenadora do ArteEducando no CEM e moradora do Complexo do Alemão

Succo MC -> morador da Maré.

Suellen Casticini -> Diretora Teatral e moradora de Morro Agudo
||| Atriz, 25 anos. Moradora de Morro Agudo, atualmente faço Bacharelado em Direção teatral pela UFRJ, E acredito que todos temos o direito de querer o melhor para nós, independente de onde nascemos. |||

Thereza Lobo -> Socióloga e Diretora do Rio Como Vamos
|||
Thereza Lobo é socióloga com pós-graduação em Sociologia da América Latina, na Universidade de Essex, Inglaterra. É Coordenadora Executiva do Rio Como Vamos desde 2009. Foi diretora da Comunitas de 2000 a 2009. Em 1995 entrou para o Programa Comunidade Solidária e foi coordenadora do Programa Parcerias entre o Estado e a Sociedade Civil (IDB/UNESCO/FBB). Thereza Lobo é ainda consultora de várias agências governamentais nacionais e internacionais e de organismos multilaterais, desde 1988, em temas como planejamento; políticas sociais; federalismo; descentralização; relações entre Estado e Sociedade Civil; responsabilidade social corporativa. |||

Thomas Alves -> Jovem aprendiz e morador da Rocinha

Tião -> Presidente fundador da Instituição Vida Real da Maré

Tuca -> Cantora e atriz, moradora da Cidade de Deus
||| Dona Anaíde Muniz, a Tuca da CDD, tem 80 anos e é poeta, “show-woman”, atriz, cantora e compositora da Cidade de Deus (RJ). https://www.facebook.com/tucadacdd |||

Vitório Benedetti -> Gerente de design, Explore & Connect, HERE , por skype

Wallace dos Santos -> Designer gráfico e morador do Complexo do Alemão
||| Wallace Bidu é Graffiteiro, Ilustrador, Quadrinista, Design Gráfico, Facilitador Cultural e tudo que através da arte uma mente criativa pode fazer e transformar. Usando do dom que o Criador me deu para fazer da arte uma ferramenta de transformação social. |||

Wellem Christina -> Funcionária do Instituto Vida Real e moradora da Maré

Wood de Oliveira -> Músico, articulador cultural do PraÇarau no Capão Redondo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s